PRISÃO POR ESTUPRO DE VULNERÁVEL E CONDUÇÃO DE VEÍCULO SOB A INFLUÊNCIA DE ÁLCOOL

0
1985

Às 13h44min de sábado, dia 02 de dezembro, durante patrulhamento pela Rua Lopes Franco, os Policiais Militares empenhados atenderam ao acionamento de um casal que relatou ter observado um veículo Ford KA passando pelo local, estando um homem na condução e uma criança como passageira. A situação chamou a atenção do casal devido ao fato de que a criança, aparentemente, estava empurrando o motorista, possivelmente tentando sair do veículo.

Diante de tal informação, os Policiais Militares iniciaram rastreamento a fim de  abordarem o referido automóvel. Assim, na Rua Santa Terezinha, Bairro Carijós, o veículo foi visto estacionado. Na ocasião, através do vidro traseiro do Ford KA, os Policiais Militares observaram que o condutor e a criança aparentavam estar em luta corporal, contudo, no momento em que o condutor percebeu a presença policial, acelerou o veículo e evadiu do local.

momento iniciou-se o acompanhamento do automóvel, sendo repassada o fato às demais viaturas do turno. O veículo foi perseguido até a Rua Cariris, onde o condutor o estacionou em frente a uma residência. Nesse instante, a porta do passageiro foi aberta e a criança saiu correndo. Os Policiais Militares realizaram a abordagem do condutor que foi identificado (43 anos e com passagem por crime de estupro ocorrido em 2013). Ele apresentava nervosismo excessivo além de forte hálito etílico, olhos vermelhos, andar cambaleante e fala desconexa.

Constatu-se que na citada residência moravam os familiares da criança, a qual foi identificada (04 anos). Em conversa com os pais, estes afirmaram que o autor era conhecido da família e se encontrava em uma festa que acontecia na residência, mas que sem autorização destes, saiu com a menor no veículo, relataram também que estavam tentando localizar a criança no momento em que o autor estacionou defronte a residência.

Na presença dos pais, a criança relatou que o autor havia lhe beijado na boca e na orelha enquanto ambos estavam sozinhos no interior do veículo. Relatou ainda que tentou sair do veículo por várias vezes, porém foi impedida pelo autor que a teria colocado no veículo com a promessa de levá-la a um parquinho. Após algum tempo, novamente a criança foi questionada e mais uma vez reafirmou a mesma versão dita inicialmente.

Ao ser questionado, o autor apresentou diversas versões e basicamente alegou que levou a criança para comprar doces (os quais não foram localizados); afirmou ainda que brincou com ela dentro do veículo, lhe fazendo cócegas. Questionado sobre o motivo de ter estacionado o veículo na Rua Santa Terezinha, afirmou que parou no local para que a criança pudesse abrir seus doces. Questionado acerca do motivo de não ter parado ao perceber os diversos sinais dados pela viatura policial, ele afirmou não ter escutado, afirmando também que por diversas vezes ficou sozinho com a vítima, contudo, nada fez. Por fim, afirmou que fez uso de bebida alcoólica, porém, recusou-se a realizar o teste de alcoolemia.

Em detrimento dos fatos presenciados e apurados pelos Policiais Militares, ao autor foi dada voz de prisão pelos crimes de estupro de vulnerável e condução de veículo sob a influência de álcool. O autor foi encaminhado ao Pronto Socorro para realização do Auto de Corpo de Delito e em seguida foi conduzido à Delegacia de Polícia. O veículo citado foi apreendido e removido ao pátio credenciado.

A criança recebeu atendimento médico.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here