Pedro precisa de você. Conheça a historia de Pedrinho de BARBACENA.

0
2122

Meu nome é Juliana Santarosa, tenho 35 anos, sou casada com Rafael Capuano de 32 anos e sou mãe de um menino lindo que se chama Pedro Santarosa Capuano de 3 anos.

Eu e o Rafael começamos a namorar em setembro de 2004, ficamos noivos em 2008 e nos casamos em maio de 2009. Como já tínhamos 4 anos e meio de casados, começamos os preparativos para a espera do nosso tão sonhado bebê. Então comecei a me preparar para a maternidade, começando pelas orientações da ginecologista, exames e complementação de vitaminas. Pronto! Já estava preparada para ser a melhor mãe do mundo.

Passaram-se três meses e descobrimos que seriamos pais. Nosso sonho como casal já estava sendo abençoado por Deus. Não sei explicar direito, mas sentia que seria mãe de um menino especial. Cada preparativo para poder receber o nosso anjinho bem se tornava uma grande felicidade para nós como mãe e pai.

Tivemos o maior carinho de cuidar de cada detalhe, como o seu enxoval, com o seu quartinho, com as lembrancinhas de maternidade, enfim, podemos cuidar de tudo com muito amor para recebermos o nosso lindo filho.

Então, chegando o dia de seu nascimento, com certeza foi um dia e sempre será o dia mais feliz de nossas vidas. Quando entrei naquela sala de cirurgia não imaginava que ali iria conhecer o sentimento mais bonito que uma mulher pode sentir, o sentimento de ser mãe e de amar incondicionalmente um ser tão frágil.

Quando ouvi o choro, senti o cheiro, a pele e a respiração do meu lindo bebê, tive a certeza que Deus existe e que está presente nesse milagre de gerar um filho. Meu esposo se sentiu um pouco desconfortável quando a cesária iniciou, mas quando pegou no colo o nosso bebe, ficou tão emocionado que esqueceu que estava em uma sala de cirurgia. Nosso Pedro nasceu no dia 02 de julho de 2014, saudável, com 2.900 Kg e 47 cm.

Antes de me tornar mãe, não imaginava como podia existir um amor dentro de você que cresce com cada fase que seu filho passa, você fica feliz pelas conquistas de seu filho. Um simples carinho em seu filho, um simples sorriso, o engatinhar, o primeiro dentinho, o sentar, o andar, enfim, tudo para mim sempre foi significativo, sempre uma emoção diferente.

Mas também com essas novas emoções, vêm as preocupações e os medos. Com 1 ano e 1 mês, em agosto de 2015, meu lindo Pedro passou por uma convulsão febril, que se repetiu com 1 ano e 3 meses. Fomos orientados a procurar um neuropediatra para melhores orientações, onde seus exames neurológicos deram normais, mas achamos uma pequena alteração nas enzimas do fígado.

Onde o neuropediatra nos encaminhou para uma Gastroenterologista. Foram feitos novos exames, onde as alterações continuaram elevadas, assim fomos encaminhados para uma Hepatologista no Hospital das Clínicas de São Paulo. A principio estávamos aliviados por não apresentar nenhum problema neurológico, mas ficamos muitos assustados por saber que teríamos que ir para a cidade de São Paulo.

O que poderíamos encontrar por lá? Mas como Deus existe e está sempre esta no comando de nossas vidas, tenho familiares que moram na capital. Minha tia e minha prima nos acolheram com muito amor e carinho nesse momento tão delicado de nossas vidas e da vida do meu Pedro. Fizemos mais exames e formos encaminhados para a uma médica especializada em Neuromuscular. Assim com os resultados dos novos exames, inclusive exame genético, no dia 19 de julho de 2016, nosso bebê de apenas 2 anos foi diagnosticado com Distrofia Muscular Duchenne \ Becker.

Pra falar a verdade, eu não queria ouvir aquelas palavras da médica, queria fugir daquela sala e daquele hospital. Como aquilo poderia estar acontecendo com o meu filho? Sinceramente estava sendo egoísta em pensar que isso não poderia acontecer com o meu filho. Como uma criança de 2 anos de idade poderia ter uma doença degenerativa, que pode afetar qualquer músculo de seu corpo, onde pode parar de andar com 12 anos, parar de comer, parar de falar, ter problemas cardíacos, problemas respiratórios e etc.

Mas com o acolhimento daquela médica, fui me acalmando e conseguindo ouvir as suas orientações. A volta para casa da minha tia foi silenciosa e aquela noite eu e meu esposo não conseguimos dormir.

Na volta para Barbacena passamos por Aparecida do Norte, assistimos a missa, fomos na sala das velas, na sala dos Milagres e assim pedi a minha querida Nossa Senhora Aparecida que me desce força e coragem para enfrentar os desígnios que a vida me daria.

Como mãe e escolhida para ser a mãe do Pedro, mãe de uma criança especial, não poderia perder a minha fé, tinha que acreditar e acredito que Deus e Nossa Senhora estão comigo, com o meu esposo e com o Pedro nas nossas alegrias e nas nossas dificuldades.

Com esse diagnóstico começamos, eu e o meu esposo, a observar as suas dificuldades, como dificuldade para subir escada, sentar em camas ou sofás mais elevados, não corre, não pula, faz tudo o que outra criança faz, mas Pedro faz no seu tempo e do seu jeito. Desde então começamos o tratamento, com seções de hidroterapia e fisioterapia duas vezes por semana a princípio, restrição alimentar de sódio e acompanhamento médico em São Paulo de 6 em 6 meses.

Se você que esta lendo essa história e tiver a oportunidade de conhecer o meu filho, você vai perceber o quanto o Pedro é Especial e Iluminado. Você vai sentir a sua energia. Tem um sorriso e uma alegria de viver que contagia. É amável e carinhoso com todos. Está na fase da birra, mas é Especial de verdade. Descobrimos, eu e o pai do Pedro, esse tratamento na Tailândia com células-tronco através de uma reportagem na TV.

Infelizmente esse tratamento não existe no Brasil. Procurando informações, descobrimos que esse tratamento somente aceita pacientes onde suas patologias podem ter melhorias e custa hoje 140 mil reais. Descobrimos também, pessoas próximas a nossa cidade que fizeram o tratamento e obtiveram melhorias em suas limitações e na qualidade de vida. O que espero desse tratamento é muito simples de falar, melhoria na qualidade de vida do meu filho com a paralisação do avanço da doença, mas na realidade vai representar muito mais na vida de meu filho.

Vai poder ter uma vida saudável! Por isso venho humildemente pedir a sua colaboração nessa campanha pro meu filho, nos ajude a paralisar essa doença doando qualquer valor e compartilhando essa página para seus amigo.

https://www.facebook.com/pedroprecisadvc/

É com muita satisfação que agradecemos a TV Campos de Minas pela reportagem feita com tanto carinho. É muito importante para nós contar com toda essa ajuda que estamos recebendo. Afinal, o Pedro precisa de vocês!#pedroprecisadvc

Publicado por Pedro Precisa de Você em Quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Se quiser conversar comigo e meu esposo entre em contato:
Whatssap: 32 98446-5038
Email: pedroprecisadvc@hotmail.com
Faça doação:
Caixa Econômica Federal – Agência 0099
Conta Poupança: 61.745-0
Operação: 013
Para transferências CPF: 055.560.496-96
Titular: Juliana Santarosa C. Mello

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here